Finalmente, de acordo com os planejamentos elaborados para sistematizar a participação da FAB na guerra, foram criadas, inicialmente, duas unidades aéreas: O 1° Grupo de Aviação de Caça (1° GAvCa), através do Decreto-Lei n° 6.123 de 18 de dezembro de 1943, assinado pelo Presidente Getúlio Vargas, e a 1ª Esquadrilha de Ligação e Observação (1ª ELO), através do Aviso Ministerial 57, de 20 de julho de 1944 e assinado pelo Ministro Salgado Filho.

Para uma organização ainda jovem como a FAB, necessitando conquistar o respeito da sociedade brasileira, a prematura participação em combates reais não admitia fracassos, sob pena de um desgaste que abalaria seriamente sua própria existência como unidade autônoma.

Por esse motivo, a escolha dos comandantes mereceu cuidados especiais, sem dúvida por serem eles fator relevantes de êxito, ou não, no desempenho operacional e administrativo das organizações militares que comandam.

Quando questionado pelo Ministro Salgado Filho sobre sua indicação para o comando do 1° GAvCa, o então Maj. Av. Nero Moura respondeu "Sr. Ministro, sou candidato ao lugar", no que foi seguido pelo Maj. Av. José Vicente Faria Lima, que também apresentou-se como candidato ao comando do Grupo. Nero Moura, então, fez a seguinte colocação:

"Ministro, o Major Faria Lima é engenheiro. O governo investiu muito dinheiro para ele estudar na França e ser desenhista de aviões. Eu sou piloto, nada mais. Se (eu) for abatido, perdemos um piloto. Ele é tão piloto quanto eu, mas, se for abatido, vamos perder um piloto e um engenheiro. Não faz sentido entregar-lhe o comando de uma unidade de combate. A função é minha, porque tais unidades são comandadas por pilotos de combate, e não por engenheiros, embora eles sejam ótimos pilotos. A eles se reserva um trabalho mais elevado, mais intelectual."

Nero Moura

Nove dias após a criação do 1° GAvCa, foi nomeado comandante do 1° GAvCa o então Maj. Av. Nero Moura, através de decreto datado de 27 de dezembro de 1943. O Maj. Faria Lima passou a representar o Grupo no Brasil, dando contribuição inestimável ao trabalho do Maj. Nero Moura.

O critério geral de convocação dos integrantes do 1° GAvCa, em todos os níveis hierárquicos, foi o voluntariado. Isso incluía tanto o quadro de aviadores como o do pessoal de terra. Durante o processo de seleção, outros critérios foram agregados à medida que a nova unidade de combate tomava corpo.

Nero Moura fez a escolha inicial dos chamados "homens-chave", isto é, o escalão de comando (entre eles, e principalmente, o Subcomandante e Oficial de Operações e os quatro Comandantes de Esquadrilha) que eram o embrião da nova unidade de combate, e que seguiriam com ele para a Escola de Tática Aérea Aplicada da Aviação do Exército, em Orlando, na Flórida. Esse seleto grupo era formado por 32 homens, dos quais 20 eram oficiais e 12 eram sargentos.

Nero Moura delegou aos respectivos comandantes de esquadrilha a liberdade de escolha dos futuros integrantes destas, já que estes mantinham contato mais direto com os 1°s e 2°s Tenentesaviadores, conhecendo suas habilidades e deficiências. O mesmo se aplicava ao escalão de terra, onde os chefes de seção foram os responsáveis pela escolha de seus subordinados.

Como a unidade era pequena, não houve necessidade da formação de um Estado-Maior. Os líderes de esquadrilha eram os auxiliares diretos do comandos e respondiam diretamente ao Maj. Nero Moura, operando em conjunto com os oficiais de operações e de informação. Baseado nas informações transmitidas por eles, Nero Moura tomava suas decisões.

O esforço da FAB para crescer, tanto na área de pessoal como na de aviadores, redundou em aumentar o fluxo de graduação dos oficiais da ativa e incrementar a formação dos da reserva. A realidade da mobilização e a escassez de recursos derrubou as fronteiras formais entre ativa e a reserva, com oficiais de ambas voluntariando para servir nas novas Unidades Aéreas de Combate. No 1° GAvCa a proporção de oficiais da ativa era mais acentuada, situação inversa à da 1ªELO. Porém, em ambas, tanto os oficiais da ativa como os da reserva cumpriram os mesmos tipos de missão e enfrentaram os mesmos desafios com a mesma coragem e dignidade.

Jambock.com.br - Versão 4 - Março de 2015
© Copyright 2000 - 2017 Vicente Vazquez