Na Itália, o 1º Grupo de Caça operou como uma unidade anexa ao 350º Grupo de Caças da USAAF (350th Fighter Squadron). Apesar da nomenclatura semelhante, o que a FAB chamava à época de "Grupo" os americanos chamavam de "Squadron", enquanto que o que os americanos chamavam de "Group", a FAB chamava de Regimento. A tabela abaixo ajuda a compreender melhor essa diferença:

USAAF FAB
Wing Ala
Group Regimento
Squadron Grupo
Flight Esquadrilha

Normalmente um "Fighter Group" (Grupo de Caça) da USAAF era composto de três "Fighter Squadrons" (Esquadrões), cada um destes composto por quatro "Flights" (Esquadrilhas). O 350th Figher Group passou a operar, portanto, com quatro esquadrões a partir da chegada dos brasileiros.

Por esse motivo o "1º Grupo de Aviação de Caça da FAB" era conhecido pelos americanos como o "First Brazilian Fighter Squadron" e não como o "First Brazilian Fighter Group". Nos dias atuais a organização da FAB segue o modelo americano, com o 1º Grupo de Aviação de Caça sendo composto pelo 1º Esquadrão (1º/1º - Esquadrão Jambock) e o 2º Esquadrão (2º/1º - Esquadrão Pif Paf).

O 1º GAvCa era dividido em quatro esquadrilhas, compostas por aproximadamente 12 pilotos. Cada esquadrilha era composta por seis aeronaves, identificadas pelas letras A (Vermelha), B (Amarela), C (Azul) e D (Verde) pintadas sobre a carenagem do motor dos P-47 seguido do respectivo número de posição do piloto na esquadrilha. Esses números eram dados aos pilotos por ordem de antiguidade em serviço. Por exemplo, o código "B1" (Cap. Av. Joel Miranda) identificava a aeronave como sendo a do líder da esquadrilha amarela. Já o código "D4" identificava a aeronave do quarto piloto mais "antigo" da esquadrilha verde, no caso o então Ten. Av. Rui Moreira Lima. Caso houvesse necessidade de mais de quatro esquadrilhas no ar, as esquadrilhas "extras" recebiam o nome de outras cores (roxa, marrom, etc...)

O Maj. Nero Moura, Oficial Comandante do 1º GAvCa, e o Maj. Oswaldo Pamplona Pinto, Oficial de Operações, não se enquadravam em nenhuma esquadrilha. Seus caças possuíam como identificação apenas os números "1" e "2", respectivamente, pintados em preto nas carenagens de seus aviões, ambos com acabamento em metal natural. A distribuição dos pilotos nas quatro esquadrilhas ocorreu ainda no Panamá e os pilotos voaram juntos desde então.

Líderes de Esquadrilha
Esquadrilha Vermelha (A)
Cap. Av. Lafayette Cantarino Rodrigues de Souza
Cap. Av. Theobaldo Antônio Kopp
(assumiu após o afastamento do Cap. Av. Lafayette)
Esquadrilha Amarela (B)
Cap. Av. Joel Miranda
Cap. Av. Roberto Pessoa Ramos
(assumiu após a derrubada do Cap. Av. Joel)
Esquadrilha Azul (C)
Cap. Av. Fortunato Câmara de Oliveira
Cap. Av. Horácio Monteiro Machado
(assumiu após o afastamento do Cap. Av. Fortunato)
Esquadrilha Verde (D)
Cap. Av. Newton Lagares da Silva
Cap. Av. Roberto Pessoa Ramos
(assumiu após o fim da Esquadrilha Amarela)

Os Maj. Av. Marcílio Gibson Jacques e o Ten. Av. Cel. Av. Nelson Freire Lavenère Wanderley cumpriram algumas missões de guerra (2 e 13, respectivamente), mas também não faziam parte integrante de nenhuma esquadrilha. O Maj. John William Buyers, da USAAF, também cumpriu missões de guerra com o grupo apesar de não ser parte integrante deste.

Jambock.com.br - Versão 4 - Março de 2015
© Copyright 2000 - 2017 Vicente Vazquez