por Joe Baugher - www.joebaugher.com - traduzido e transcrito sob autorização.

 O P-47N foi a última versão de produção do Thunderbolt a ser produzida em larga escala, sendo uma versão de longo alcance produzida especialmente para o teatro de operações do Pacífico.

A guerra no Pacífico requeria caças com alcance ainda maior do que no Teatro Europeu. Em busca desse alcance, o terceiro protótipo YP-47M (42-27387) recebeu uma nova asa "molhada" (com tanque de combustível) de envergadura e área ligeiramente aumentadas. A aeronave foi redesignada XP-47N. Pela primeira vez o Thunderbolt era produzido com um tanque de combustível em cada asa, com capacidade para 352 litros cada. Com todos os tanques externos carregados, a carga total de combustível subia para impressionantes 4.792 litros, o que dava ao P-47N o alcance não menos impressionante de 3.781 Km.

A nova asa também incorporava ailerons maiores e tinha as pontas quadradas. Essas inovações melhoraram a taxa de rolagem do Thunderbolt e melhoram sua maneabilidade. A quilha dorsal mais larga também era maior que no P-47D. Entretanto, a maior carga de combustível também aumentou o peso bruto da aeronave, tornando necessário a instalação de trens de pouso mais resistentes, o que aumentou o peso mais ainda fazendom com que o peso máximo na decolagem chegasse aos 9.070 Kg.

O XP-47N voou pela prmeira vez em 22 de julho de 1944. Tal era a confiança da USAAF no Thunderbolt que 1900 P-47N foram encomendados em 20 de junho de 1944, antes mesmo do vôo do primeiro protótipo. O primeiro P-47N-1-RE saiu das linhas de montagem em setembro de 1944 e 24 aeronaves foram entregues até o final do ano. O P-47N-5-RE e versões seguintes tinha lançadores de foguetes de comprimento zero e o motor R-2800-77 foi instalado em versões posteriores como o P-47N-25-RE.

O P-47N serviu com excelência no Pacífico no último ano da guerra, particularmente na escolta dos bombardeiros Boeing B-29 Superfortress sobre território japonês, com alcance suficiente para voar missões de escolta sobre o Japão a partir de Saipan.

Um total de 1.816 P-47N foi produzido entre setembro de 1944 e dezembro de 1945, quando o último Thunderbolt deixou a linha de montagem. A encomenda para outros 5.934 foi cancelada devido ao fim da guerra.

Blocos de Produção do P-47N
Subtipo Números de série Quantidade
Republic P-47N-1-RE Thunderbolt 44-87784 a 44-88333 550
Republic P-47N-5-RE Thunderbolt 44-88334 a 44-88883 550
Republic P-47N-15-RE Thunderbolt 44-88884 a 44-89083 200
Republic P-47N-20-RE Thunderbolt 44-89084 a 44-89283 200
Republic P-47N-25-RE Thunderbolt 44-89284 a 44-89450 167
Republic P-47N-20-RA Thunderbolt 45-49975 a 44-50123 149
Total   1816

*Nota: os sufixos "RA" (Evansville) e "RE" (Farmingdale) indicam a fábrica da Republic Aviation onde determinado bloco de produção foi fabricado. O sufixo "CU" indica que a aeronave foi fabricada pela Curtiss, em Buffalo.

Especificações (P-47N-5-RE)
Motor: Pratt & Whitney R-2800-57
Potência: (WEP) 2.800 hp
Comprimento: 11,07 m
Envergadura: 12,98 m
Altura: 4,45 m
Superfície alar: 29.72 m²
Peso vazio: 4.990 Kg
Peso com carga normal: 7.393 Kg
Peso com carga máxima: 9.390 Kg
Velocidade máxima a 3.000m de altitude: 639 Km/h
Velocidade máxima a 9.100m de altitude: 740 Km/h
Taxa inicial de subida: 844 m/min
Alcance (configuração limpa) a 3.050m de altitude: 1.290 Km
Alcance (carga máxima de combustível) a 3.050m de altitude: 3.781 Km

 

Jambock.com.br - Versão 4 - Março de 2015
© Copyright 2000 - 2017 Vicente Vazquez